12/04/2013 12h23 – Atualizado em 15/04/2013 15h38

Ferrari F12berlinetta chega ao Brasil por R$ 2,4 milhões

Modelo é o carro de passeio mais rápido da marca à venda, com 740 cv.
Importadora esperada emplacar 10 unidades no país neste ano.

Priscila Dal PoggettoDo G1, em São Paulo

119 comentários
Ferrari F12 Berlinetta (Foto: Priscila Dal Poggetto/G1)Ferrari F12berlinetta (Foto: Priscila Dal Poggetto/G1)

O Grupo Via Italia e a Ferrari América do Norte lançaram oficialmente no Brasil, nesta sexta-feira (12), no Autódromo de Intergalos, em São Paulo, a F12berlinetta, modelo de passeio mais rápido da marca italiana à venda atualmente.

Os interessados terão que pagar R$ 2,4 milhões para ter o superesportivo com motor de 12 cilindros em V que desenvolve 740 cavalos de potência, a 8.500 rpm, combinado com transmissão de dupla embreagem da Fórmula 1. Segundo a empresa, com a adição de equipamentos opcionais ainda não informados, o preço chega a R$ 2,9 milhões.

Essa configuração mais completa deverá ser a da maioria das unidades que chegarão no segundo semestre deste ano para pronta-entrega ao país, informa a importadora Via Itália. Mas os clientes poderão optar por encomendar a versão mais “simples”, de R$ 2,4 milhões.

Ferrari F12berlinetta (Foto: Raul Zito/G1)Meta é vender 10 unidades da Ferrari F12berlinetta
(Foto: Raul Zito/G1)

A meta da importadora é vender 10 unidades da F12berlinetta em 2013, de acordo com o presidente da empresa, Francisco Longo, parceiro da Ferrari há 17 anos.

De acordo com Longo, as vendas da empresa italiana no Brasil neste ano devem ficar entre 38 e 40 unidades, incluindo todos os modelos disponíveis atualmente no país. “A demanda deverá ficar estável, com o aumento do dólar”, prevê Longo. “O cliente brasileiro tem o hábito de comprar o carro que está na loja, não encomenda”, acrescenta.

Vai a 340 km/h
Com o motor V12 e o design que deixou o cupê mais leve, além de mudanças na aerodinâmica, o carro acelera de 0 a 100 km/h em 3,1 segundos. De acordo com a empresa, o propulsor possui injeção direta de alta pressão e três ignições sequenciais para aproveitar melhor o combustível. A velocidade máxima é de 340 km/h. A Ferrari diz que ele completou uma volta no circuito italiano de Fiorano em 1min23, mais rápido do qualquer outro modelo da marca.

Ferrari F12berlinetta (Foto: Raul Zito/G1)Ferrari F12berlinetta acelera de 0 a 100 km/h em 3,1 segundos (Foto: Raul Zito/G1)

O design e a forma como o superesportivo foi moldado são também responsáveis pela marca de velocidade. O fluxo de ar envolta do carro passa por vincos, spoilers, para-choque e para-lamas esculpidos diratamente na carroceria, o que reduz o atrito por não ter peças presas ao veículo.

Outra evolução é a redução da distância de frenagem, de acordo com a montadora italiana. Para isto, as peças dos freios são de carros de corrida da fabricante, fazendo a redução de 100 km/h a 0 km/h em 30 metros. Os freios de cerâmica são de última geração e têm um sistema moderno de controle eletromagnético da suspensão e sistemas de gerenciamento eletrônico do motor e de segurança. Todo o sistema está integrado em uma única central eletrônica de alta performance.

Ferrari F12berlinetta (Foto: Raul Zito/G1)Ferrari F12berlinetta tem carroceria esculpida para melhorar fluxo de ar (Foto: Raul Zito/G1)

Sobre o chassi totalmente novo, o modelo utiliza 12 tipos diferentes de ligas, alguns inéditos no setor e até então usados somente em aviões, segundo a Ferrari. Como resultado, foi obtida uma melhoria de 20% na rigidez do chassi, ao passo que o peso seco é 70 kg menor do que o cupê V12 anterior: 1.525 kg, 54% deles distribuídos na traseira. A montadora diz ainda que o consumo de combustível foi reduzido em 30%. O interior do esportivo conta com detalhes em alumínio, fibra de carbono e couro costurado à mão.

A supermáquina foi apresentada mundialmente em março do ano passado, durante o Salão de Genebra.

Espaço interno
Segundo a fabricante, o espaço interno foi desenvolvido para acomodar perfeitamente pessoas de 1,90 m. A posição dos ocupantes é mais baixa, para trazer mais para o centro e próximo do chão o ponto de gravidade. Distribuição de peso é mais para a parte traseira (54%), para também dar mais tração e estabilidade do carro.

O tanque de combustível está mais baixo para acomodar de forma perfeita a suspensão.

A híbrida LaFerrari tem produção limitada a 499 unidades (Foto: Luis Fernando Ramos/G1)LaFerrari começa a ser produzida no segundo
semestre, para apenas 499 proprietários
(Foto: Luis Fernando Ramos/G1)

LaFerrari vai roubar o trono
Sobre a a mais nova máquina da marca, a LaFerrari, exibida no Salão de Genebra2013, o empresário afirma que tentará trazer ao menos uma unidade do modelo, que começa a ser produzido no 2º semestre e será limitado a 499 unidades. E a Ferrari já divulgou que recebeu mais que o dobro de interessados no modelo.

O superesportivo híbrido vai tirar a F12berlinetta do trono de mais rápida da marca: terá motor V12 de 800 cavalos combinado com um elétrico, de 163 cv, que, juntos, fazem o carro ir de 0 a 100 km/h em menos de 3 segundos e alcançam a velocidade máxima de 350 km/h, de acordo com os dados apresentados pela Ferrari na Suíça. Recentemente, o carro foi testado pelo piloto da equipe Ferrari de F-1 Fernando Alonso.

Festa para clientes
Importadora e marca organizam uma festa a noite deste sábado (13) para uma seleta lista de convidados em comemoração ao lançamento da F12berlinetta no Brasil e aos 20 anos de Copa Ferrari Challenge dos Estados Unidos.

O evento acontece no Unique Hotel, em São Paulo, e tem cenografia exclusiva assinada por Chris Ayrosa Projetos. O cardápio especial é criação do chef francês Emmanuel Bassoleil, e a animação da noite vai ficar por conta dos DJs Marcinho, Johnny Pinton, Paty Jesus, que prometem embalar os convidados. A organização ainda prevê um pocket-show surpresa, com uma das grandes escolas de samba do Carnaval carioca. Outra parte das comemorações é o Ferrari Racing Days, que acontece em Interlagos neste fim de semana.

Ferrari California 30 (Foto: Divulgação)Ferrari California 30 (Foto: Divulgação)

Ferrari California 30
Outro modelo lançado no Salão de Genebra do ano passado que chega agora o país é aFerrari California 30. O nome California 30 se deve aos 30 cavalos de potência a mais e 30 kg de peso a menos em relação ao modelo anterior (Ferrari California).

Só duas unidades serão vendidas no país, uma no Rio de Janeiro e outra em São Paulo. O importador, o Grupo Via Italia, não divulgou os preços.

Na época do lançamento do modelo atual, no ano passado, a California era oferecida por cerca de US$ 200 mil nos Estados Unidos, (o equivalente a cerca de R$ 395 mil na cotação desta quinta, 11).

Nessa série especial, o superesportivo é equipado com um motor 4.3 V8 de 490 cavalos. Além disso, o torque subiu dos 49,4 kgfm para 51,5 kgfm, permitindo ao roadster California 30 alcançar 0 a 100 km/h em apenas 3,8 segundos, diz a importadora. A velocidade máxima é de 320 km/h.

Veja a ficha técnica da Ferrari F12berlinetta

Motor
Tipo: Dianteiro-central, longitudinal, 12 cilindros em “v” a 65 graus, com injeção direta
Diâmetro e curso: 94 mm x 75,2 mm
Cilindrada: 6.262 cm3
Taxa de compressão: 13:1
Potência máxima: 740 cv a 8.250 rpm/ Potência específica: 118 cv/litro
Torque máximo: 690 Nm a 6.000 rpm/ Rotação máxima: 8.700 rpm

Dimensões e peso
Comprimento: 4,61 m
Largura: 1,942 m
Altura: 1,27 m
Entre-eixos: 2,72 m
Bitola dianteira: 1,66 m
Bitola traseira: 1,61 m
Peso seco: 1,52 kg*
Peso em ordem de marcha: 1.630 kg*
Distribuição de peso: 46% na frente, 54% na traseira
Relação peso/potência: 2,1 kg/cv
Tanque de combustível: 92 litros
* Com o pacote opcional de ligas leves

Rodas e pneus
Dianteira – 255/35 ZR20 9,5J/ Traseira – 315/35 ZR20 11,5J
Dianteira (pneus de inverno) – 255/35 ZR20 9,5J /
Traseira (pneus de inverno) – 305/35 ZR20 11,5J

Freios de cerâmica (diâmetro)
Dianteira – 398 mm
Traseira – 360 mm

Controles eletrônicos
ESC (controle de estabilidade)
ABS/ESB (sistema de freios antitravamento de alta performance com distribuição eletrônica da pressão)
F-1 Track (controle de tração da F-1)
E-Diff 3 (terceira geração de diferencial com controle eletrônico)
SCM-E (amortecedores com gerenciamento eletrônico e dupla válvula solenóide)

Câmbio
F-1 de dupla embreagem, sete marchas

Performance
Velocidade máxima – acima de 340 km/h
0-100 km/h – 3,1 segundos
0-200 km/h – 8,5 segundos

Consumo e emissões (ciclo europeu)
Consumo – 6,6 km/l
Emissões de CO² – 350 g/km

Anúncios