Ducati produz moto em homenagem a Ayrton Senna

1199 Panigale S Senna é modelo exclusivo para o Brasil.
Marca italiana ainda lançou Hyperstrada e Hypermotard no país.

Rafael MiottoDo G1, em São Paulo

4 comentários

A fabricante italiana Ducati apresentou nesta terça-feira (8) a inédita Panigale 1199 S Senna, que fez sua estreia mundial no Salão Duas Rodas 2013, no Anhembi, em São Paulo. Produzida em homenagem a Ayrton Senna, a moto será exclusiva para o mercado brasileiro e terá início de vendas no segundo semestre de 2014.

Antes de morrer, o brasileiro, que era motociclista e proprietário de Ducati, trabalhou com a marca italiana no desenvolvimento de edição especial da esportiva 916.  “Teremos apenas 161 unidades, número escolhido pela quantidade de GPs de Fórmula 1 que Ayrton disputou”, disse Roberto Righi, diretor mundial de vendas da Ducati.

O modelo utiliza como base a esportiva Panigale tradicional, mas tem coloração especial cinza e grafismos diferenciados. As definições da marca para o desenvolvimento da moto foram baseadas nas escolhas que Senna, que trabalhou com a marca italiana no projeto da 916.

Seu motor é um bicilíndrico de 1.198 cc, capaz de gerar 195 cavalos de potência máxima. O câmbio é de seis velocidades e, entre os dispositivos eletrônicos, estão ABS, controle de tração e ajuste eletrônico das suspensões.

Hyperstrada e Hypermotard
Além da Panigale Senna, a empresa aproveitou para apresentar também as inéditas Hypermotard, que também traz a versão mais requintadaSP, e Hyperstrada, lançadas mundialmente no Salão de Milão 2012. Os três modelos utilizam como base o novo motor de 2 cilindros da Ducati, com 821 cc, que rende 110 cavalos de potência.

Para completar a marca mostrou a Panigale R, versão mais radical da esportiva, que custará R$ 114.900.

Panigale S em homenagem a Ayrton Senna (Foto: Raul Zito/G1)Panigale S em homenagem a Ayrton Senna (Foto: Raul Zito/G1)
Ducati Hypermotard (Foto: Raul Zito/G1)Ducati Hypermotard (Foto: Raul Zito/G1)

 

 

Anúncios