17/09/2013 08h00 – Atualizado em 17/09/2013 08h00

BMW i3 lidera avanço dos elétricos e híbridos no Salão de Frankfurt

Nem só os compactos ficaram ‘verdes’: marca também tem o i8, de 367 cv.
Porsche estreou o híbrido 918 Spyder, com 887 cv.

Rodrigo MoraDo G1, em Frankfurt (Alemanha) – O jornalista viajou a convite da Anfavea

BMW i3 (Foto: Divulgação/Newspress)

BMW i3 ‘desfila’ em passarela no estande da marca no Salão de Frankfurt (Foto: Divulgação/Newspress)

Além da ascensão dos crossovers, o Salão de Frankfurt também marca o lançamento oficial de importantes modelos elétricos e híbridos, aqueles que combinam motor elétrico e a combustão.

O “líder” do movimento é o compacto i3, primeiro elétrico de série da BMW e primeiro modelo da marca exclusivamente concebido para ser movido com essa fonte de energia.

BMW i3 (Foto: Divulgação/Newspress)Com painel suspenso, espaço é livre
entre os pés do motorista e do carona
(Foto: Divulgação/Newspress)

Previsto para começar a ser vendido na Europa no final do ano, o compacto tem chances de chegar ao Brasil já no final de 2014, conforme a BMW informou em julho passado.

Numa breve “carona” no i3, foi possível notar que há soluções alternativas de espaço interno – como o painel “suspenso”, que mantém um vão livre entre as pernas dos ocupantes da frente – interior nada convencional, com o painel de instrumentos dominando a porção central, e extremo silêncio.

O único ponto polêmico é a porta traseira do tipo suicida, que só pode ser aberta quando a do passageiro da frente também se abre.

BMW i8 Hybrid (Foto: Johannes Eisele/AFP)BMW i8 Hybrid (Foto: Johannes Eisele/AFP)

‘Verdes’ e superpotentes
A marca também destacou o i8, híbrido de potência combinada de 367 cavalos e 44,2 kgfm de torque. Segundo a BMW, o cupê alia esportividade a baixo consumo: 0 a 100 km/h em apenas 4,4 segundos e média de até 39 km/l.

Até o grandalhão X5 quer ser menos “beberrão”: com o conceito eDrive promete consumo médio de 26,3 km/l.

Outro esportivo de Frankfurt que consegue ser compatível com o meio ambiente é o 918 Spyder. Com incríveis 887 cv e 93,5 kgfm de torque, o modelo mais moderno produzido pela Porsche (segundo ela própria) é capaz de alcançar os 100 km/h em apenas 2,8 segundos, e ao mesmo tempo registrar um consumo de 33 km/l.

Anfitriãs ligadas na tomada
A BMW não foi a única anfitriã a mostrar carros elétricos ou híbridos. Ao lado do GLA, uma das principais estrelas do salão e da Mercedes, o Classe B Electric Drive e o S500 Plug-In Hybrid chamavam atenção por suas propostas ambientalmente elogiáveis.

Desenvolvido em parceria com a norte-americana Tesla, o monovolume estreia primeiro nos EUA, no próximo mês, prometendo autonomia de 200 km e “preço competitivo”, como definiu Thomas Weber, vice-presidente de pesquisa e desenvolvimento da marca.

Mercedes-Benz S500 Hybrid (Foto: Ralph Orlowski/AP)Mercedes-Benz S500 Hybrid tem motor
3.0 V6 turbo associado a propulsor elétrico
(Foto: Ralph Orlowski/AP)

Já o sedã S500 traz motor 3.0 V6 turbo e um propulsor elétrico para alcançar a média de 33 km/l e ser uma das referências em luxo e economia.

A Audi fez a estreia oficial o A3 e-tron, híbrido do tipo plug-in (que pode ser carregado em tomada comum) que poderá ser encomendado a partir do 1º semestre do ano que vem, na Europa. Dados da fabricante apontam consumo de até 66 km/l e autonomia do motor elétrico de até 50 km. Preço: 37 mil euros.

Se a Audi tem o A3 e-tron, a Volks “rebate” a colega com o e-Golf, baseado na mesma plataforma. Mas o modelo “verde” mais acessível da marca, no entanto, é o e-Up: por 26,9 mil euros, já à venda na Europa.

Volkswagen Up! elétrico (Foto: Michael Probst/AP)Volkswagen Up! elétrico (Foto: Michael Probst/AP)

VEJA MAIS FOTOS DO SALÃO DE FRANKFURT 2013:

Anúncios